Se voltássemos no tempo quase não ouvimos histórias de nossas avós sobre dificuldade para engravidar, pelo contrário, naquela época era comum as famílias serem formadas por 6, 7, 8 filhos. E por que será que hoje muitos casais estão tendo tanta dificuldade?

 

Primeiro precisamos pensar no estilo de vida em que vivemos HOJE. Pessoas trabalhando por horas e horas, stressadas (alta formação de radicais livres), realizando refeições em restaurante, sedentárias e na grande maioria com sobrepeso ou obesidade. Todos estes fatores influenciam dieratemente sobre a quantidade de sêmem e qualidade do sêmem e óvulo.

 

A obesidade e resistência insulínica contribui para a não ovulação. Alguns estudos já demonstram que quando o homem e a mulher estão com sobrepeso (IMC> 25-29,9kg/m²) existe 41% de diminuição na fecundidade; Já quando ambos estão obesos (IMC>30kg/m²) o risco sobe para 174%.

Por isso,  muitas vezes o tratamento nutricional baseia-se nas seguintes condutas:

- Em casos de sobrepeso e obesidade ajustar a dieta promovendo a perda de peso;

- Ajustar a dieta de pacientes com resistênia à insulina e avaliar necessidade de suplementação;

- Melhorar a qualidade dos nutrientes do cardápio;

- Avaliar possível suplementação de vitaminas do complexo B, vitamiina E, Zinco, vitamina C, Selênio, coenzima Q10 entre outros suplementos coadjuvantes.

Nutrição & Fertilidade

Muito se fala sobre casais com dificuldade em engravidar, mas pouco se fala que a deficiência de vitaminas e minerais associados ao estilo de vida pode interferir na fecundação.

 

Ipanema

R. Visconde de Pirajá, 623 Sl. 604  - Tel.: 3507-3593

Tijuca

R. Eng. Enaldo Cravo Peixoto, 105 Sl. 511 - Tel.: 3507-3593 (Marcação de Consulta)

 

contato@patriciarodrigues.net